11 de abril de 2017

Avaliação - Fiat Mobi Like On 2017

Fiat Mobi Like On 2017 pelas ruas de Vinhedo-SP

Com visual interessante e promissor, o sub-compacto da Fiat, podemos classificar que seria uma versão reduzida do famoso Uno. Com aspecto de carro jovial, prático e urbano para o trânsito das grandes metrópoles. Utilizando a mesma plataforma do Uno, ele tem medidas mais enxutas para não concorrer diretamente com o segmento superior: são 24 cm a menos no comprimento, 4 cm a menos na largura e 7 cm a menos no entre-eixos. A única medida em comum é a altura: 1, 49m para ambos.

De diferente, o Mobi tem sua proposta. Trata-se de carro pequeno e que custa menos que os concorrentes. Seu design foi projetado para parecer maior. A frente é alta, os faróis são compridos e os vincos da caixa de roda chamam atenção, assim como as lanternas e a tampa do porta-malas de vidro. Sua abrangência é para um público específico. O Mobi busca ser o carro ideal para o dia a dia, o primeiro carro de alguém ou o segundo carro de uma família. 



O motor é o conhecido 1.0 Fire que rende 73 cv (gasolina ) e 75 cv (etanol) em conjunto com o câmbio mecânico de cinco velocidades. Este conjunto supre bem a missão para mover os 946 kg do modelo. Durante a nossa avaliação, o consumo ficou na faixa de 11,0 km/l com etanol em trecho misto estrada/cidade.

Os acabamentos são de plástico, comuns no segmento, e não apresentam falhas no encaixe, muito menos rebarbas. O porta-malas, com capacidade de apenas 215 litros, comporta bem duas mochilas grandes e cumpri sua função.



O conjunto de suspensão absorve bem as irregularidades do solo e é focado no conforto, com rodar bem macio. Há rolagem da carroceria em curvas acentuadas, mas dentro do padrão do segmento e nada que afete a segurança. Em manobras, o tamanho enxuto do Mobi é um trunfo. A direção hidráulica tem peso correto e ajuda nos movimentos. 



Texto e Fotos: Fernando A. De Gennaro

Nenhum comentário: